Normal view MARC view ISBD view

Dirofilariose cardiopulmonar em canídeos domésticos

by Cunha, Fábio Jorge Costa
Authors: Carvalho , Luís Manuel Madeira de--orientador | Cruz, Luís Miguel do Amaral--co-orientador | Universidade de Lisboa--Faculdade de Medicina Veterinária Published by : FMV (Lisboa) Physical details: XI, 65 p. il. 30 cm Subject(s): Medicina veterinária --Mestrado | Dirofilaria immitis | dirofilariose cardiopulmonar | vetores | protocolos de prevenção | fatores de risco | tutores | cães | inquérito | Sintra, Portugal Year: 2019
Online resources:
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Call number Copy Status Notes Date due
Tese Tese Faculdade de Medicina Veterinária
FMV-Bib. Deposito
(Dep.) Est.E DM 2019 CUN (Browse shelf) 1 Apenas consulta local
Tese Tese Faculdade de Medicina Veterinária
FMV-Bib. Deposito
(Dep.) Est.E DM 2019 CUN (Browse shelf) 2 Apenas consulta local Suporte multimédia

Luís Manuel Madeira de Carvalho ; Luís Miguel do Amaral Cruz - Orientadores. Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária. Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária. 2019

Inclui bibliografia (p. 52-61) e índice

A dirofilariose cardiopulmonar (DCP) é causada pelo nemátode Dirofilaria immitis, transmitido por vetores (mosquitos culicídeos) e é capaz de infetar uma grande variedade de hospedeiros, sendo os seus alvos preferenciais, canídeos domésticos e selvagens. Em Portugal, a espécie D. immitis é endémica e tem grande relevância no panorama nacional, especialmente nas bacias fluviais do Tejo, Douro, Sado, Mondego e na região autónoma da Madeira.
Os objetivos deste estudo foram a determinação da prevalência de D. immitis em cães com proprietário no concelho de Sintra, avaliar os fatores de risco que possam estar associados à sua transmissão e os protocolos de prevenção que eram praticados nos cães submetidos a este estudo. O estudo consistiu na recolha de amostras sanguíneas de 50 cães, que foram analisadas com recurso a testes rápidos Uranoteste® Dirofilaria e ao teste de Knott modificado, para pesquisa da presença de dirofilárias adultas e microfilárias, respetivamente. Foram também preenchidos presencialmente 50 inquéritos pelos proprietários dos animais que participaram no presente estudo.
Neste estudo não foram detetados animais positivos à DCP pelos dois métodos de deteção utilizados. Em relação a comportamentos de risco, 12%(6/50) dos animais vivia permanentemente em quintal, 16%(7/44) dos inquiridos passeava o seu animal em zonas com cursos de água, 93,2%(41/44) fazia-o em período noturno e 81,8%(35/44) dos animais contactava com animais fora do ambiente familiar e de estatuto sanitário desconhecido. Dos animais que entraram no estudo, apenas 28%(14/50) não fazia prevenção contra a DCP. No entanto, os proprietários que a faziam, utilizavam um protocolo que se encontra no limiar do aconselhado pela maioria dos autores para a desparasitação interna (4 vezes ao ano). No entanto, o recomendado pelo European Scientific Counsel Companion Animal Parasites (ESCCAP) para prevenção de D. immitis é um tratamento mensal.
Tendo em conta que existe ainda hoje uma grande proporção de tutores que não tem informação, nem conhecimento, sobre protocolos eficazes contra doenças parasitárias, é de extrema importância, especialmente se estivermos a falar de doenças de carácter zoonótico, que sejam criadas medidas para que as pessoas tenham melhor e mais fácil acesso à informação. Com este objetivo em mente, é necessário contar com a colaboração do médico veterinário, presencialmente, para que este tenha um papel ativo durante a consulta em matérias de desparasitação, mas também ao referenciar plataformas digitais que contenham essa informação para consulta gratuita, como é o caso do site da ESCCAP a nível europeu.

ABSTRACT - Heartworm disease (HWD) is caused by a nematode of the species Dirofilaria immitis, which is transmited by vectors (Culicidae mosquitoes) and is capable of infecting a wide varieaty of hosts, with its preferential targets being both domestic and wild dogs. In Portugal, D. immitis is endemic and has a great relevance in the national panorama, especially in the river basins of Tejo, Douro, Sado and Mondego and in the autonomous region of Madeira.
The goals of this study were to determine the prevalence of D. immitis in dogs with owner in the county of Sintra, evaluate the risk factors that might be associated with its transmission and the preventive protocols that were practiced in the dogs included in this study. This research consisted in the collection of blood samples from 50 dogs, which were analyzed using Uranoteste® Dirofilaria rapid tests and modified Knott test for assessing the presence of adult heartworms and microfilariae, respectively. The 50 animal owners who participated in this study also answered a face-to-face questionary. There were no heartworm positive animals in this study using both detection methods. In relation to the risk behaviors, 12% (6/50) of the animals lived permanently in the backyard, 16% (7/44) of the owners said that they walked with their animals in areas with water courses, 93.2% (41/44) walked at night, 81.8% (35/44) of the animals were in contact with animals outside family enviroment and of unknown health status. Of all the animals in this study, only 28% (14/50) did not have any prevention against HWD, although those who did, used a protocol at the threshold of the suggested by most authors for internal parasite deworming (4 times a year). However, being European Scientific Counsel Companion Animal Parasites (ESCCAP) recommends a monthly preventive treatment for D. immitis.
If we take in consideration that a large number of people who does not have neither the information, nor the knowledge, regarding effective protocols against parasitic deseases, it is of paramount importance, especially if we are talking about zoonotic deseases, that measures are taken, so that the population has better and easier access to information. With this objective in mind, it is necessary to rely on the veterinarian's cooperation, personally, so that he can have an active role during the medical consultation on the deworming subject, but also when referring to digital plataforms containing free, reliable and independent information, for later consultation, like the ESCCAP site at the European level.

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: