Normal view MARC view ISBD view

Medicina de abrigo em casos de suspeita de maus-tratos a animais de companhia

by Castanheiro, Ana Margarida de Almeida
Authors: Alves, Eurídice Margarida Antão Antunes--orientador | Moreira, Anabela de Sousa Santos da Silva--co-orientador | Universidade de Lisboa--Faculdade de Medicina Veterinária Published by : FMV (Lisboa) Physical details: VII, 149 p. il. 30 cm Subject(s): Medicina veterinária --Mestrado | Maus-tratos | Investigação | Animais de companhia | Abrigo | Medicina | Documentação Year: 2017
Online resources:
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Call number Copy Status Notes Date due
Tese Tese Faculdade de Medicina Veterinária
FMV-Bib. Deposito
(Dep.) Est.E DM 2017 CAS (Browse shelf) 1 Apenas consulta local
Tese Tese Faculdade de Medicina Veterinária
FMV-Bib. Deposito
(Dep.) Est.E DM 2017 CAS (Browse shelf) 2 Apenas consulta local Suporte multimédia

Eurídice Margarida Antão Antunes Alves ; Anabela de Sousa Santos da Silva Moreira - Orientadores. Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária. Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária. 2017

Inclui bibliografia (p. 122-132) e índice

É cada vez mais indiscutível a necessidade do envolvimento das associações zoófilas e
instituições de abrigo no resgate, alojamento, provisão de cuidados médico-veterinários,
garantia de bem-estar e adoção responsável. Inevitavelmente, o Médico Veterinário que
colabora com Abrigos irá lidar com os aspetos médicos de várias formas de maus-tratos e,
consequentemente, com as investigações judiciais que estes despoletam. O percurso do
animal de companhia suspeito de ser vítima pode ser longo e atravessa geralmente quatro
fases: a investigação do local do crime, o exame clínico forense, a estadia no abrigo e a
colocação para adoção. Durante este percurso, o animal é, simultaneamente, um ser vivo,
com necessidades inerentes a essa condição, e prova do crime de que foi vítima que, como
tal, tem de ser preservada. Por isso, é necessário aliar a prestação de cuidados ao animal
em ambiente próprio, pondo em prática os princípios da Medicina de Abrigo, à preservação
de provas, conseguida através da aplicação dos princípios da Medicina Forense. Assim,
paralelamente ao exame clínico, diagnóstico, tratamento e alojamento do animal, tem de
haver registos escritos e/ou fotográficos do estado de saúde, dos tratamentos instituídos, da
alocação e da evolução clínica deste. Na presente dissertação são apresentados seis casos
clínicos de animais suspeitos de serem vítimas de maus-tratos observados no decorrer do
estágio e acompanhados desde a apresentação inicial na clínica veterinária até à sua
estadia no Abrigo ou adoção. A experiência adquirida com estes casos, em conjunto com
informação disponível na literatura, levou à criação de uma proposta de guia de atuação em
casos de maus-tratos a animais de companhia destinado a facilitar todo o processo a
Médicos Veterinários de Abrigo e associações zoófilas.

ABSTRACT - The need to involve humane organizations and shelters in the rescue, housing, provision of
medical veterinary care, welfare guarantee and responsible adoption is increasingly
unquestionable. Inevitably, Veterinarians who collaborate with shelters will deal with the
medical aspects of various forms of animal mistreatment and, consequently, with the legal
investigations triggered by it. The course of a pet animal suspected of being a victim of
maltreatment can be long and usually goes through four phases: crime scene investigation,
forensic clinical exam, shelter stay and placement for adoption. During this, the animal is
simultaneously a living being, with needs inherent to that condition, and proof of the crime of
which it was a victim and that, as such, must be preserved. Therefore, it is necessary to
combine animal care in a shelter environment, putting into practice the principles of Shelter
Medicine, and the preservation of evidence achieved through the application of the principles
of Forensic Medicine. Thus, in parallel with the clinical examination, diagnosis, treatment and
housing of the animal, there must be written and/or photographic records of the animal‟s
health, treatments instituted, allocation and clinical evolution. In this thesis, six clinical cases
of animals suspected of being victims of maltreatment, observed during the internship and
followed from the initial presentation at the veterinary clinic to their shelter stay or adoption,
are presented. The experience gained with these cases, together with information available
in literature, led to the creation of a proposal for an action guide on how to deal with cases of
animal maltreatment to facilitate the whole process to Shelter Veterinarians and humane
organizations.

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: