Normal view MARC view ISBD view

The use of subclinical vascular markers of atherosclerosis in youth

by Castanheira, Pedro Xavier Melo Fernandes
Published by : [s.n.] ([Cruz Quebrada]) Physical details: XXIV, 237 p. 30 cm Subject(s): Motricidade Humana --Atividade física e saúde --Doutoramento --2015 | Adolescente | Crianças | Doutoramento | Exercício físico | Factores de risco | Patologia --prevenção e controlo | Sistema cardiovascular Year: 2015
Online resources:
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Call number Copy Status Date due
Tese Tese Faculdade de Motricidade Humana
FMH-BIBLIOTECA
Tese D 670 (Browse shelf) Available
Tese Tese Reitoria - SDP
SDP-Teses
T - 613.95 USV (Browse shelf) 2 Sem empréstimo
CD-ROM CD-ROM Reitoria - SDP
SDP-Teses
RE 4003 (Browse shelf) 3 Sem empréstimo

Tese por compilação de artigos

Rodrigues, Maria Helena Santa-Clara Pombo - Orientadora. Doutoramento em Motricidade Humana, Especialidade de Atividade Física e Saúde. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana. 2015

As bases da doença cardiovascular (DCV) em adultos são estabelecidas na infância e aceleradas pela presença de comorbidades. A deteção precoce de manifestações da patologia cardiovascular é um objetivo clínico importante na identificação daqueles com risco de subsequente morbidade e eventos cardiovasculares, e no estabelecimento de intervenções comportamentais e médicas para reduzir o risco. As crianças já foram considerados de baixo risco, mas com as crescentes preocupações de saúde associadas ao estilo de vida, o rastreio cardiovascular é cada vez mais precoce. Vários procedimentos não invasivos estão disponíveis para avaliar o efeito cumulativo dessas exposições. Estes incluem ultrassom da artéria carótida, a dilatação fluxo-mediada, velocidade de onda de pulso e medidas da massa ventricular esquerda. Esta dissertação analisa comorbidades conhecidas que aumentam o risco cardiovascular em crianças e adolescentes, como a obesidade, pressão arterial elevada e baixa aptidão física, usando a espessura da parede intima-media da carótida para detetar objetivamente as manifestações precoces de patologia cardiovascular.
Até recentemente, estes marcadores subclínicos de aterosclerose foram pouco utilizados para examinar os efeitos de uma única sessão de exercício físico. No entanto, a utilização do modelo de exercício agudo pode ser vantajoso, pois permite uma manipulação eficiente das variáveis do exercício e permite maior controle experimental de variáveis de enviezamento. É possível que os efeitos de uma sessão de exercício possam prever os efeitos do exercício crónico. Nesta dissertação analisamos os fatores fisiológicos associados à rigidez arterial usando a distensibilidade arterial e velocidade da onda de pulso no contexto de exercício agudo em crianças e adultos.
Em alguns casos, aqueles que melhoram o seu perfil de risco de risco para as DCV até à idade adulta experienciam reduções em marcadores subclínicos de aterosclerose para níveis saudáveis. Embora a prevenção de fatores de risco na juventude seja o ideal, existe ainda uma janela para a intervenção em que os efeitos cardiovasculares de longa duração pode ser evitada. Nesta dissertação apresentamos resultados preliminares que ligam fatores de risco modificáveis na juventude com marcadores subclínicos de DCV na idade adulta.

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: