Normal view MARC view ISBD view

A penectomia como técnica de controlo reprodutivo da espécie invasora Trachemys scripta em contexto zoológico

by Botelho, Alexandre Valente Luís de Aragão
Authors: Flanagan, Carla Anne--orientador | Moreira, Anabela de Sousa Santos da Silva--co-orientador | Universidade de Lisboa--Faculdade de Medicina Veterinária Published by : FMV (Lisboa) Physical details: XIII, 69 p. il. 30 cm Subject(s): Medicina veterinária --Mestrado | Trachemys scripta | espécie invasora | controlo reprodutivo | penectomia | cirurgia | marcação Year: 2016
Online resources:
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Call number Copy Status Notes Date due
Tese Tese Faculdade de Medicina Veterinária
FMV-Bib. Deposito
(Dep.) Est.E DM 2016 BOT (Browse shelf) 1 Apenas consulta local Existe 1 exemplar em CD-ROM
Tese Tese Faculdade de Medicina Veterinária
FMV-Bib. Deposito
(Dep.) Est.E DM 2016 BOT (Browse shelf) 2 Apenas consulta local Suporte multimédia (CD-ROM)

Carla Anne Flanagan ; Anabela de Sousa Santos da Silva Moreira - Orientadores. Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária. Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária. 2016

Inclui bibliografia (p. 55-60) e índice

Trachemys scripta é uma das espécies mais invasoras da atualidade. A sua grande capacidade de adaptação a novos ambientes combinada com a sua superioridade competitiva ameaçam os habitats Mediterrânicos e a sobrevivência das espécies de cágados autóctones. Na tentativa de evitar a eutanásia de espécimes capturados, o controlo reprodutivo da espécie poderá ser uma solução. Adaptámos uma técnica utilizada nesta espécie em caso de prolapso peniano e noutras espécies com o objetivo de controlo reprodutivo e desenvolvemos um protocolo com este mesmo objetivo. Realizámos penectomias a 10 espécimes de T. scripta do Zoomarine, Algarve. Uma vez anestesiados, a técnica foi aplicada consoante as referências bibliográficas. Cada cirurgia durou em média 21,5 minutos e todos recuperaram da intervenção, acabando por ser devolvidos às suas instalações entre 6 e 14 dias pós-cirúrgicos. Todas as fêmeas foram radiografadas para avaliar a presença de ovos através de uma projeção ventro-dorsal, tendo sido administrada ocitocina quando se verificasse a presença de ovos. Todos os machos e fêmeas foram marcados com uma abraçadeira colorida para distinção entre géneros. Concluímos que a penectomia é uma técnica simples e segura e, possivelmente, um passo importante para o controlo reprodutivo desta espécie invasora.

ABSTRACT - Trachemys scripta is currently one of the most invasive species. Its great skill of adaptation to new environments combined with its competitive superiority threatens Mediterranean habitats and the survival of local terrapin species. In an effort to avoid euthanasia of captured individuals, reproductive control of the species is urgent. We adapted a technique used for this species in penile prolapses and for other species as a reproductive control technique and developed a protocol aiming to achieve the latter. We performed penectomies on 10 male pond-sliders at Zoomarine, Algarve. Once the male was anesthetized, penectomy was performed in a routine manner. Each surgery took an average of 21,5 minutes and all the animals recovered well from the procedure and were returned to their enclosures within 6 to 14 days after surgery. All females were screened for the presence of eggs with a ventro-dorsal radiograph. If eggs were present oxytocin was administered. Males and females were tagged with different colored rings for future identification. We conclude that penectomy is a safe and simple technique and possibly one important step towards the reproductive control of this invasive species.

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: