Normal view MARC view ISBD view

Flexibility and stretching physiology

by Freitas, Sandro Remo Martins Neves Ramos
Authors: Universidade de Lisboa--Faculdade de Motricidade Humana--2014 Published by : [s.n.] (Lisboa) Physical details: IX, 165 p. il. 30 cm Subject(s): Agudo | Adaptação | Alongamento --fisiologia | Articulação | Crónico | Deformação | Doutoramento | Flexibilidade | Rigidez | Momento passivo | Músculo esquelético | Portugal Year: 2014
Online resources:
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Call number Copy Status Date due
Tese Tese Faculdade de Motricidade Humana
FMH-BIBLIOTECA
Tese D 638 (Browse shelf) Available
Tese Tese Reitoria - SDP
SDP-Teses
TD043 FMH MH9 2014 (Browse shelf) 2 Sem empréstimo
CD-ROM CD-ROM Reitoria - SDP
SDP-Teses
RE 2822 (Browse shelf) 3 Sem empréstimo

Santos, Pedro Vítor Mil-Homens Ferreira - Orientador. Doutoramento em Motricidade Humana, especialidade de Biomecânica. Universidade de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana. 2014

Bibliografia: pp. 153-161.

Resumo: A investigação e literatura reportada sobre aspectos conceptuais, metodológicos, e os efeitos da
intervenção do alongamento com diferentes intensidades são escassos. Os propósitos desta tese foram: i)
explorar e desenvolver condições metodológicas para alcançar o propósito seguinte (estudos 1 ao 3); ii)
caracterizar os efeitos agudos e crónicos induzidos por diferentes intensidades de alongamento ao nível
das propriedades mecânicas da articulação e do músculo (estudos 4 ao 9). Nove estudos foram
conduzidos, envolvendo um total de 257 participantes. Os resultados dos estudos metodológicos
permitiram determinar e desenvolver modos em aceder ao `momento passivo-ângulo articular´ na
extensão passiva da perna (estudo 1), à percepção da intensidade de alongamento através de uma nova
escala criada (estudo 2), e à arquitetura da longa porção do bicípite femoral (BF) (estudo 3). As respostas
agudas observadas demonstraram ser diferentes face à intensidade de alongamento, e distintas respostas
mecânicas foram obtidas entre a articulação e o músculo (estudos 4 ao 8). Face aos efeitos de longo termo
induzidos pelo alongamento, foi observado que uma intervenção de 8 semanas com intensidade de
alongamento elevada revelou alterar a arquitetura muscular do BF e aumenta a amplitude articular passiva
máxima na extensão da perna (estudo 9). A intensidade de alongamento é uma importante variável de
treino que deve ser considerada em contextos de intervenção e de investigação.

Abstract: Research and reported literature regarding the conceptual, methodological, and training effects of
stretching with different intensities are scarce. The purposes of this thesis were to: i) explore and develop
methodological conditions to achieve the second purpose (studies: 1 to 3); ii) characterize the acute and
chronic effects induced by different stretching intensities on skeletal muscle and joint mechanical
properties (studies: 4 to 9). Nine studies were conducted with total sample size of 257 participants. The
findings of the methodological studies allowed to determine and improve the assessments of passive knee
extension torque-angle (study 1), perception of stretching intensity through a new scale developed (study
2), and biceps femoris long head (BF) architecture using ultrasonography (study 3). The acute responses
to stretching were seen to be different depending on the stretching intensity, and distinct mechanical
responses were observed for either the joint or the muscle (studies 4 to 8). In respect to long-term effects
of stretching, it was observed in an 8-week high intensity stretching training pilot study that intervention
changed the BF architecture and increased joint maximal range of motion (study 9). Stretching intensity it
is a valuable training variable that should be considered in intervention and research contexts.

Referências bibliográficas: Freitas, Sandro Remo Martins Neves Ramos. Flexibility and stretching physiology. Responses and adaptations to different stretching intensities. Lisboa: Universidade de Lisboa, Faculdade de Motricidade Humana. 2014. Tese de doutoramento.

Inglês.

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: