Normal view MARC view ISBD view

Sinais precoces

by Lafuente, Maria João Fernandes
Authors: Cruz, Luís Miguel do Amaral--orient. | Pomba, Maria Constança Matias Ferreira--co-orient. | Universidade de Lisboa--Faculdade de Medicina Veterinária Published by : FMV (Lisboa) Physical details: XIV, 143 p. il. 30 cm Subject(s): Felinos | Geriátrico | Prevenção | Hipertiroidismo | Diabetes Mellitus | Doença Renal Crónica Year: 2014
Online resources:
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Call number Copy Status Notes Date due
Tese Tese Faculdade de Medicina Veterinária
FMV-Bib. Deposito
(Dep.) Est.E DM 2014 LAF (Browse shelf) 1 Apenas consulta local
Tese Tese Faculdade de Medicina Veterinária
FMV-Bib. Deposito
(Dep.) Est.E DM 2014 LAF (Browse shelf) 2 Apenas consulta local Suporte multimédia (CD-ROM)
Tese Tese Reitoria - SDP
SDP-Teses
TM043 FMV MV20 2014 (Browse shelf) 3 Sem empréstimo

Luís Miguel do Amaral Cruz ; Maria Constança Matias Ferreira Pomba - Orientadores. Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária. Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária. 2014

Inclui bibliografia (p. 98-108) e índice

Esta dissertação de Mestrado Integrado de Medicina Veterinária reflete o projeto Sinais Precoces, que se insere na área da saúde preventiva, e que foi desenvolvido e implementado no Hospital Veterinário das Laranjeiras. Nas últimas décadas o número e a importância social dos animais de companhia aumentaram substancialmente. Como consequência da relação de proximidade entre estes e os seus donos, e do aumento da esperança média de vida, cresce na medicina veterinária a necessidade de colocar o foco na prevenção das doenças geriátricas. O Hipertiroidismo, a Diabetes Melllitus (DM) e a Doença Renal Crónica (DRC) figuram entre as principais causas de morbilidade e mortalidade nos gatos idosos. O projeto de rastreio geriátrico “Sinais Precoces”, incidiu sobre a população de felinos da área metropolitana de Lisboa, que, tendo 7 anos ou mais, se apresentavam saudáveis aos olhos dos donos. O projeto avaliou uma amostra de 100 indivíduos, e cumpriu os seus principais objetivos que incluíram: i) a caracterização (demográfica, ambiental e clínica), da população em estudo; ii) a identificação da prevalência de doenças comuns na população felina geriátrica e iii) a caracterização epidemiológica e clínica do Hipertiroidismo, DM, e DRC na população. O último objetivo foi tentativo e consistiu na identificação de sinais precoces de doença na população estudada. Assim, os resultados obtidos prevêem, com um nível de confiança de 95%, que a população estudada tenha uma idade média de 133±6,93 meses, e seja composta maioritariamente por animais esterilizados (96%±3,8%), de raça indeterminada (84%±7%) com uma distribuição de géneros equilibrada (57%±10% fêmeas). Prevê-se ainda que 82%±7,5% destes animais não tenham acesso ao exterior e que a alimentação fornecida seja sobretudo composta por alimento formulado para animais (96%±3,8), seco (73%±8,7%) e disponibilizado ad libitum (66%±9,3%). Entre as doenças mais prevalentes estima-se que estejam a doença periodontal (83%±7,4%), o excesso de peso ou obesidade (63%±9,5%), e a DRC (59% ± 9,6%). Sobre o Hipertiroidismo, a DM e a DRC foi desenvolvido um estudo mais aprofundado, que prevê ainda, com o mesmo nível de confiança, uma prevalência ≤ 4,75% do Hipertiroidismo e de 59% ± 9,6% de DRC na população estudada. A DM foi diagnosticada apenas num paciente. O estadiamento segundo a IRIS, aponta para que 42% ± 9,7% desta população aparentemente saudável, se encontre já no estadio II da doença. A utilização da ecografia, frequentemente ausente em rastreios de medicina preventiva, permitiu aumentar o número de diagnósticos de DRC, colocando-a como uma ferramenta a considerar no aumento da precocidade do diagnóstico. No estudo do hipertiroidismo, valores de T4 superiores a 2μg/dl mostraram-se significativamente relacionados com a elevação da temperatura retal e o aumento da frequência cardíaca.

ABSTRACT - This dissertation from the Integrated Master degree in Veterinary Medicine, reflects the project of preventive health, developed and implemented at Hospital Veterinário das Laranjeiras. In the last decades, the number and social importance of companion animals has increased substantially. The close relationship with the owners and the increasing life expectancy highlights the importance of preventing geriatric diseases in veterinary medicine. The Hyperthyroidism, Diabetes Mellitus (DM) and Chronic Kidney Disease (CKD), which diagnosis has increased substantially, figure among the diseases most pointed as responsible for the morbility and mortality of geriatric cats. The project of geriatric health screen “Sinais Precoces” focused on the feline population over 7 years old from Lisbon metropolitan area, considered healthy by the owners, not having any drug administration (except dewormer) in the previous 6 month. The project analyzed a sample of 100 individuals and fulfilled its several goals which included: i) the global characterization of the sampled population (biographic, environmental and clinical); ii) identification of the prevalence of common diseases of geriatric cats, and iii) the characterization (epidemiologic and clinic) of Hyperthyroidism, DM and CKD. The last goal was tentative and consisted of identification of early signs of disease in the studied population. The results permit to infer, with a confidence of 95%, that the studied population has an average age of 133 ± 6,93, being mostly composed of sterilized animals (96%±3,8%),, of undefined breed (84%±7%) with a quite balanced distribution of gender (57%±10% female). Most of these animals live exclusively indoor (82%±7,5%) and eat mostly formulated food (96%±3,8), dry (73%±8,7%), provided ad libitum (66%±9,3%). Yet, we estimate, that among most prevalent disorders are, the periodontal disease (83%±7,4%), excessive weight or obesity (63%±9,5%), CKD (59% ± 9,6%) and hypertension (27%±8,7%). The study of Hyperthyroidism, DM and CKD, estimates, with a confidence of 95%, a prevalence ≤ 4,75% of Hyperthyroidism (in agreement with the < 4% described in literature) and, as previously said, of 59% ± 9,6% for CKD. DM was identified in only one cat. Application of IRIS staging system of DRC, allowed to predict (again with a 95% confidence) for the supposed healthy population, that 42%±9,7% of the population is already in stage II this disease. Also, values of T4 > 2μg/dl showed to be significantly related with rectal temperature elevation and the increase of heart rate (p= 0,017 and p=0,03 respectively). The use of ultrasound, not frequent in preventive health screenings, was responsible for a greater number of DRC diagnostics in this project, making it an important tool to consider in the enhancement of earliness of diagnosis.

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: