Normal view MARC view ISBD view

Avaliação de risco ambiental de pesticidas para ecossistemas aquáticos

by Santos, Liliana Raquel Assunção dos
Authors: Daam, Michiel Adriaan--orientador | Universidade Técnica de Lisboa--Instituto Superior de Agronomia--2012 Published by : ISA (Lisboa) Physical details: viii, 47 p. il. 30 cm Subject(s): Engenharia do Ambiente --Mestrado --Portugal | Gestão ambiental | Avaliação de risco ambiental | Invertebrados aquáticos | Inseticidas | Ecossistema aquático | Distribuição da sensibilidade das espécies --(SSD) Year: 2012
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Collection Call number Copy Status Date due
Tese Tese Reitoria - SDP
SDP-Teses
Dissertações de mestrado ULisboa TM043 ISA EAm14 2012 (Browse shelf) 1 Sem empréstimo
CD-ROM CD-ROM Reitoria - SDP
SDP-Teses
Dissertações de mestrado ULisboa TM043 ISA EAm14/A 2012 (Browse shelf) 2 Sem empréstimo

Tese de Mestrado em Engenharia do Ambiente

Bibliografia: 45-47 pp.

Resumo - Com o objetivo de verificar se a Daphnia magna é suficiente para a avaliação de risco ambiental dos pesticidas, em ecossistemas aquáticos, foram analisados dados de toxicidade de 218 inseticidas. Para cada um foi calculado o valor da tolerância relativa (Trel), que compara a sensibilidade das espécies a partir dos diferentes grupos taxonómicos com a Daphnia. Os grupos taxonómicos foram agrupados em artrópodes, invertebrados não artrópodes, peixes e algas/macrófitas e, a partir dos valores da Trel elaboradas as curvas de distribuição da sensibilidade das espécies (SSD), para os artrópodes foram analisados os modos de ação (MOA). Ainda, nos artrópodes foram identificadas para cada espécies, a classe, ordem e família a que pertencem. Para verificar a necessidade de inclusão de uma segunda espécie além da Daphnia na avaliação de risco aquático foram realizados cinco estudos, entre a D. magna, Americamysis bahia e o Chironomus riparius. Com base nos resultados obtidos para as curvas SSD foram os artrópodes que se revelaram os mais sensíveis tanto nos valores de EC50 como nos de NOEC. Quanto aos MOA foi o grupo dos neonicotinóides o mais sensível, no caso do EC50 e o GABA – gated chloride channel antagonists com base no NOEC. O grupo taxonómico mais sensível foi o grupo Mysida e foi a combinação Daphnia e A. bahia que deu maior percentagem de proteção.

Abstract - With the main aim of verifying whether Daphnia magna is sufficient for the evaluation of the environmental risk of pesticides to aquatic ecosystems, toxicity values of 218 insecticides were analyzed. For each one the relative tolerance (Trel) value was calculated to compare the sensitivity of species from different taxonomic groups with that of D. magna. The taxonomic groups were grouped in arthropods, non-arthropods invertebrates, fish, algae/macrophytes and based on Trel values the species sensitivity distribution (SSD) were defined. For the arthropods the influence of the mode of action (MOA) on vulnerability to the insecticide was also analyzed. Still in the arthropods group, for each species, the class, order and family they belong to were identified. To check the necessity of inclusion of a second species five studies of relationship were performed, between D. magna, Americamysis bahia and Chironomus riparius. As far as the SSD curves are concerned, for the different groups the most sensitive one was the arthropods group in both values of EC50 and NOEC. Taking into consideration MOA the group of neonicotinoids was the most sensitive one in EC50 case and the GABA – gated chloride channel antagonists in NOEC. The most sensitive taxonomical group was Mysida and it was the combination of Daphnia plus A. bahia that generated the greater percentage of protection.

Referência Bibliográfica: SANTOS, Liliana Raquel Assunção dos - Avaliação de risco ambiental de pesticidas para ecossistemas aquáticos: representatividade das espécies padrão de invertebrados. / Lisboa: Universidade Técnica de Lisboa, Instituto Superior de Agronomia, 2012. Tese de Mestrado

Português

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: