Normal view MARC view ISBD view

Comportamentos de risco na adolescência

by Simões, Maria Celeste Rocha
Published by : [s.n.] ([Cruz Quebrada]) Physical details: XVII, 693 p. 30 cm Subject(s): Adolescente | Alcoolismo | Comportamento social | Delinquência | Desenvolvimento social | Doutoramento | Educação especial | Psicologia da saúde | Saúde pública | Tabagismo | Toxicodependência | Violência Year: 2005
Online resources:
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Collection Call number Copy Status Date due
Tese Tese Faculdade de Motricidade Humana
FMH-BIBLIOTECA
Tese D 357 (Browse shelf) 0 Apenas consulta local
Tese Tese Faculdade de Motricidade Humana
FMH-BIBLIOTECA
Tese D 358 (Browse shelf) 0 Available
Tese Tese Reitoria - SDP
SDP-Teses
Teses de doutoramento ULisboa TD043 FMH MH9 2005 (Browse shelf) 3 Sem empréstimo

Matos, Maria Margarida Nunes Gaspar de - Orientadora; Batista-Foguet, Joan Manuel - Co-orientador. Doutoramento em Motricidade Humana na especialidade de Educação Especial e Reabilitação. Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana. 2005

No sentido de compreender os factores e processos envolvidos nos comportamentos de risco na adolescência, desenvolveram-se dois estudos. O primeiro estudo, quantitativo, tem como objectivo o desenvolvimento de um modelo explicativo dos comportamentos de risco consumo de tabaco, álcool, drogas ilícitas, e delinquência. Os resultados mostraram que os comportamentos de risco são determinados por vários factores, sendo que os factores de ordem social parecem ser mediados por factores de ordem pessoal. O segundo estudo, qualitativo, tem como objectivo o aprofundar do conhecimento dos factores e processos de risco e protecção do consumo de substâncias e da delinquência. Para tal realizaram-se grupos focais com diferentes grupos de jovens organizados em função do género, idade e percurso de desajustamento social. Os resultados mostraram que os jovens têm percepção de um vasto conjunto de factores aliados aos comportamentos em estudo, e que estes parecem situar o risco predominantemente a nível individual e interpessoal e a protecção a nível individual e familiar. De um modo geral, os dois estudos apontam ainda para o facto de factores como o género, a idade e o percurso de desajustamento social constituírem factores determinantes dos comportamentos de risco, bem como das relações aliadas a estes mesmos comportamentos.

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: