Normal view MARC view ISBD view

Factores que influenciam a utilização de equipamento de protecção individual /

by Viegas, Susana Patrícia Costa
Published by : [s.n.], ([Cruz Quebrada] :) Physical details: VI, 131 p. : il. ; 30 cm Subject(s): Acidente | Aprendizagem | Educação de adultos | Ergonomia | Formação contínua | Formação profissional | Higiene e segurança no trabalho | Mestrado | Saúde pública | Segurança do trabalho Year: 2004
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Collection Call number Copy Status Date due
Tese Tese Faculdade de Motricidade Humana
FMH-BIBLIOTECA
Tese M 1041 (Browse shelf) 0 Apenas consulta local
Tese Tese Faculdade de Motricidade Humana
FMH-BIBLIOTECA
Tese M 1042 (Browse shelf) 0 Available
Tese Tese Reitoria - SDP
SDP-Teses
Dissertações de mestrado ULisboa TM043 FMH EST6 2004 (Browse shelf) 3 Sem empréstimo

Miguel, Alberto Sérgio Sá Rodrigues - Orientador. Mestrado em Ergonomia na Segurança do Trabalho. Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana. 2004

O presente estudo analisa a influência que alguns factores apresentam na frequência de utilização do Equipamento de Protecção Individual (EPI). Os factores em estudo são a existência de um Serviço Interno de Higiene, Segurança e Saúde do Trabalho na empresa, a participação dos trabalhadores em acções de sensibilização/informação sobre a importância da utilização do EPI, a participação destes na selecção do EPI e o facto da chefia hierárquica utilizar o EPI. Considerando o papel importante que o EPI apresenta na protecção contra os riscos existentes nos postos de trabalho, e, desta forma, na prevenção de acidentes de trabalho e doenças profissionais, considerou-se pertinente elaborar este estudo. Para o desenvolvimento do estudo, aplicou-se um questionário a uma amostra constituída por 209 trabalhadores que necessitam de utilizar EPI durante o desenrolar da sua actividade profissional e que trabalham em empresas situadas na região de Lisboa e Vale do Tejo. Aos inquiridos questionou-se a ocorrência dos factores em estudo e a frequência de utilização do EPI. Em seguida, aplicou-se a estatística descritiva e inferencial, nomeadamente o teste do Qui-quadrado, com o objectivo de verificar a existência de relação entre as variáveis. Do trabalho desenvolvido, pode-se concluir que a existência de um Serviço Interno de Higiene, Segurança e Saúde no Trabalho na empresa, o desenvolvimento de acções de sensibilização/informação sobre a importância da utilização de EPI e o exemplo da chefia hierárquica na utilização do EPI, apresentam uma associação positiva na frequência de utilização do EPI. Por outro lado, a participação dos trabalhadores na selecção do EPI não apresentou qualquer associação na frequência de utilização do mesmo.

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: