Normal view MARC view ISBD view

A aglomeração de comportamentos de saúde e obesidade em professores do ensino básico e secundário

by Silva, Nuno Alexandre Fontes da
Published by : [s.n.] ([Cruz Quebrada]) Physical details: 115 p. 30 cm Subject(s): Actividade física | Alcoolismo | Alimentação | Mestrado | Obesidade | Tabagismo Year: 2004
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Location Collection Call number Copy Status Date due
Tese Tese Faculdade de Motricidade Humana
FMH-BIBLIOTECA
Tese M 948 (Browse shelf) 0 Apenas consulta local
Tese Tese Faculdade de Motricidade Humana
FMH-BIBLIOTECA
Tese M 949 (Browse shelf) 0 Available
Tese Tese Reitoria - SDP
SDP-Teses
Dissertações de mestrado ULisboa TM043 FMH ES14 2004 (Browse shelf) 3 Sem empréstimo

Teixeira, Pedro Jorge do Amaral de Melo - Orientador. Mestrado em Exercício e Saúde. Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana. 2004

Objectivo: O objectivo deste estudo foi o de analisar inter-relações entre o Índice de Massa Corporal (IMC) e vários comportamentos de saúde, especificamente a actividade física, os hábitos alimentares, o consumo de tabaco e a ingestão de álcool, em professores do ensino básico e secundário. Métodos: A amostra foi constituída por 218 sujeitos (32,6 « 6,9 anos de idade) de ambos os sexos, distribuída por três grupos: professores de Educação Física (EF, n=80), professores de CN/Biologia (CNB, n=66) e professores de outros grupos disciplinares (n=72). Foi aplicado um questionário de comportamentos de saúde, tendo por base instrumentos previamente desenvolvidos. Resultados: Uma percentagem elevada da amostra (61,9%) foi considerada sedentária ou insuficientemente activa. A actividade física associou-se positivamente com os hábitos alimentares, IMC, negativamente com o álcool, não tendo apresentado qualquer associação com o tabaco. O uso de tabaco estava relacionado positivamente com o consumo de álcool, negativamente com os hábitos alimentares, não apresentando associações com o IMC. Verificou-se também uma associação positiva entre o consumo álcool com o IMC. Os professores de EF foram os mais activos, apresentando um maior IMC e mais elevado consumo álcool. Os de CNB apresentaram uma alimentação globalmente mais saudável enquanto os professores de outros grupos disciplinares se apresentaram como os mais sedentários. Não verificámos diferenças entre os grupos quanto ao consumo de tabaco. Conclusão: Os comportamentos de saúde analisados apresentam uma tendência para a aglomeração e a actividade física aparenta desempenhar um papel central nas associações observadas. Estudos futuros devem reanalisar estas inter-relações nesta e em outras populações.

Click on an image to view it in the image viewer


© 2012, Universidade de Lisboa
Todos os direitos reservados - All rights reserved
Languages: